quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

#memedasantigas - 02/12: 2010 não acabou, ainda vou tentar...

Aí que não adianta negar, nem tentar me convencer do contrário: quem tem biotipo de gordinho, nunca vai deixar de ser gordinho. O meu caso é exatamente esse: neném com celulite na barriga e dobrinhas no braço (que me renderam uma cicatriz de BCG na horizontal, diga-se de passagem); criança gordinha, com bochechão e barrigão; adolescente gordinha e complexada; adulta que vive em constante luta com a balança, sempre controlando o peso.

Ano passado cheguei ao meu máximo: 64 horrorosos quilos que me faziam sentir mal diariamente. Fui ao endócrino, fiz dois meses de uma dieta rígida e – ao contrário de Tim Maia, que em duas semanas perdeu 14 dias – consegui emagrecer seis quilos. Mas aí vieram as festas de fim de ano versão 2009, início em um novo trabalho, convivência com pessoas que não se controlam para doces e comilâncias em geral e meu esforço foi pelo ralo. Cá estou eu novamente com 62 quilos. Mas ainda não fui derrotada: como 2010 ainda não acabou, minha meta agora é chegar aos 59 até o final de dezembro. Ouviu, Sr. Alpino de depois do almoço?

3 comentários:

Otavio Oliveira disse...

ah, sua meta para os próximos 29 dias é facil. e a minha, que não depende de mim?

lívia disse...

um beijo de quem pesa 73.

Larissa Bohnenberger disse...

Ahahahahahahahahahahahahah! Maldito Sr. Alpino! Um beijo de quem pesa mais que os 73 da Lívia, mas não ousa publicar o número real!